8 de fevereiro de 2016

Primeira leitura espírita e quebra de tabus

Quem me conhece sabe que me cago borro de medo de coisas relacionadas a espíritos, por esse motivo não gosto de filmes de terror, principalmente os que tratam de possessão, exorcismo e demônios. Simplesmente morro de medo. Me julgue!

Quando ganhei esse livro eu não sabia do que se tratava, nunca tinha ouvido falar. Quando olhei a capa, vi que que tinha o nome da autora e outro nome embaixo (Lucius) e lendo um pouco sobre a Zibia no próprio livro vi que ela é médium e que Lucius é o espírito que ela recebeu para redigi-lo. Não só esse livro, inclusive, ela escreveu muitos outros livros com Lucius e com outros espíritos.

A primeira coisa que pensei foi o medo que eu iria sentir e quantas noites mais ou menos eu iria passar dormindo com minha mãe após ler a obra. Ainda bem que não me deixei abater por esses pensamentos cheios de ignorância e comecei a ler, finalmente.

Ninguém é de Ninguém conta a história de Gabriela e de Roberto, inicialmente. Gabriela é uma mulher independente que adora trabalhar e obter cada vez mais conhecimento e crescer na vida, já Roberto é um homem que tem seu próprio negócio e que se mostra altamente machista e que tenta dominar sua mulher, sem sucesso.

Sem escutar Gabriela, Roberto associa-se a um (tal) engenheiro em seu negócio que ele colocou para cima sozinho. Gabriela diz não ser uma boa ideia mas ele faz questão de dizer que ele é um engenheiro entendido e nunca colocaria tudo a perder. O resultado é Roberto levando um calote do sócio, onde ele leva todos os lucros que eles haviam reunido, deixando Roberto sem nada e cheio de dívidas.

Ao passar das páginas podemos notar amores que na verdade não são esses "amores todos". Que existem relacionamentos cheios de tudo, menos do amor propriamente dito. Aquele amor citado em 1 Coríntios 13:

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

1 Coríntios 13:4-7

A história se desenrola com perfeição, mostrando todos os lados da história. Nenhum personagem é mal, de fato, todos merecem tentar se defender e quando algumas coisas parecem não ter defesa depois é explicado. Personagens lindamente bem feitos: bem caracterizados e maravilhosamente personificados, cada um com suas características próprias, como tem que ser.

À cada página senti uma paz... como se aquilo estivesse indo diretamente para o meu coração. Muitos tabus foram quebrados e hoje não sinto tanto medo como antes (o que não significa que vou encarar um Atividade Paranormal), como se minha fé tivesse sido renovada e minha crença por meu Deus tenha aumentado ainda mais. Depois que terminei o livro vivo com uma certeza: vai ficar tudo bem, não importa o que aconteça!

Recomendo para todos! Todos precisam conhecer essa escrita maravilhosa com um assunto que não é de muito costume a leitura.

Já leu algum livro com esse tema? O que achou? E se não leu, que tal tentar agora?

10 comentários:

  1. oi, oi.

    Bruna, confesso que eu sou super ignorante com histórias do tipo e tenho medo tbm de ler. mas é como a minha avó diz: quem faz mal pra gnt não são os mortos, e sim os vivos. :D

    eu achei a história interessante e acho que vou dar uma chance a ela. Zibia é bem respeitada e conhecida, então, creio que seja uma ótima leitura.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriel!
      Não se deixe levar por esses pensamentos e dê uma chance a si mesmo, vai se impressionar :D
      Pode crer que os "mortos" também podem interferir bastante dependendo de nossa cabeça nesse mundo viu ;)

      Excluir
  2. Nunca li nenhum livro dessa temática, achei bem interessante o enredo e como os personagens foram trabalhados.
    xoxo

    Quinze Desejos

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca li livros do tipo, pois não tinha muita paciência, mas ainda pretendo pegar alguns esse ano, que até separei da Zibia aqui!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super recomendo, dá uma chance, começa de novo, você vai adorar *-*

      Excluir
  4. Eu nunca li nada desse viés,mas acho que precisamos sair do caixinha e ler coisas novas.
    A Zibia é bem renomada nessa área e deve ter méritos de sobra para isso.Pretendo sim ter um contato com esse tipo de literatura.

    Poesia em Transe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sair da caixinha é ótimo *-*
      Sempre tento não ficar muito tempo dentro dela para conhecer coisas novas e me impressionar, fazendo isso conheci a Zibia, adorei e virei uma fã de carteirinha haha

      Excluir
  5. Oi, Bruna!
    Ri pra cacete de dois trechos dessa resenha:
    "Quem me conhece sabe que me cago borro de medo de coisas relacionadas a espíritos, por esse motivo não gosto de filmes de terror, principalmente os que tratam de possessão, exorcismo e demônios. Simplesmente morro de medo. Me julgue!"

    Nos julguem, Bruna, porque eu sou cagona mesmo. Não assisto um filme de terror nem sob tortura. Arranque "uma tira de couro das minhas costas", mas não me faça passar por uma sessão de horror.

    "A primeira coisa que pensei foi o medo que eu iria sentir e quantas noites mais ou menos eu iria passar dormindo com minha mãe após ler a obra."

    Lembro que uma vez, adolescente ainda, inventei de perder o medo de assistir filme de terror. Iria passar "O exorcismo" no SBT e eu disse "Mãe, vamos assistir, porque essas coisas são todas mentiras e eu preciso perder o medo. É tudo faz de conta!".
    Resultado: não consegui assistir nem a metade do filme e fiquei umas duas semanas traumatizada. Nunca mais quis peitar o medo de filme de terror. Me deixa com medo mesmo.

    Eu tenho um livro da Zíbia aqui, "Laços eternos", mas tenho um medo desgraçado de ler. Se bem que já tive muito mais medo de lê-lo, na verdade. É que aconteceram algumas coisas que me provaram a existência de espíritos. Eles existem, é um fato. De onde vem e o que querem, não sei e tenho medo de saber, mas que eles existem, eles existem.
    Se eu não tivesse passado pela experiência que passei, jamais acreditaria. Há coisas que a gente só acredita quando passa mesmo.
    Há o lado bom e o lado mal, seja no plano físico ou no espiritual. E o fato é que o bem sempre vence o mal. Porém, é uma luta árdua e constante.
    Gosto de leituras positivas, que me tragam paz e esperanças, mesmo diante das adversidades e dos problemas.
    Talvez, um dia, não muito distante, eu leia "Laços eternos".

    Beijo!

    Blog || Fan Page

    ResponderExcluir
  6. Sou cristã e já li um livro espirita e achei incrível, não é como uma lavagem cerebral, pelo contrário, é como uma paz que vai de encontro à sua alma.
    Beijos e beijos da Ângela.
    Deixe Sair

    ResponderExcluir

Dê-me motivos para ficar feliz ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo